Redução Mamária

O que é?
Indicada para situações nas quais o volume mamário é excessivo ou quando existe flacidez da pele e conseqüente queda mamária. As cicatrizes resultantes devem ser discutidas com o cirurgião e bem avaliadas antes do procedimento. As técnicas mais consagradas deixam cicatrizes em "T" invertido. Obviamente volume e formas às quais podemos chegar dependem de cada caso. Também aqui a abstinência ao fumo é importante. Não existe idade ideal para a realização da cirurgia, devendo cada caso ser avaliado individualmente. Em casos de hipertrofias virginais operamos pacientes ainda na adolescência. A maioria das técnicas empregadas permitem o aleitamento materno posteriormente.

Anestesia
Anestesia local , geral, peri-dural ou associada, a critério do cirurgião.

Internação
Meio período a um dia.

Duração da Cirurgia
Dependendo de cada tipo de mama, de duas e meia a 4 horas, podendo-se externder um pouco mais, em certos casos. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

Pré – operatório
Comunicar-se com seu cirurgião até a véspera da operação, em caso de gripe, indisposição ou antecipação do período menstrual. Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito lautas na véspera da cirurgia. Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer de que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.

Pós – operatório
Evite esforços nos 20 primeiros dias. Não se exponha ao sol ou friagem, até segunda ordem. Alimentação normal a partir do segundo dia.

Valorize sua consulta aproveitando o tempo disponível para sanar suas dúvidas. Consulte também o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. (http://www.cirurgiaplastica.org.br)